A TINGUI

A TINGUI, associação civil sem fins lucrativos ou econômicos, atua no desenvolvimento de projetos sócio-culturais e sócio-ambientais que visam promover transformação social da população de comunidades rurais do Vale do Jequitinhonha em situação de risco social e econômico.

About

Bordadeiras do Curtume_edited.jpg

MISSÃO

Promover transformação social  a partir da valorização da cultura e dos saberes locais. 

VISÃO

Em cinco anos, ser uma organização reconhecida nacionalmente como uma organização referência em projetos socioculturais e socioambientais.

______________________

Foto: Érika Rianni

Valores

  • Escuta: estar à escuta das necessidades e dos desejos da população local para identificar as potências de cada comunidade e assim  criar projetos íntegros, que respeitem a essência das pessoas atendidas.

  • Equidade: ​​ reconhecer as características individuais e as necessidades específicas de cada pessoa visando contribuir para a diminuição das injustiças e da desigualdade social, sobretudo nas questões relacionadas ao direito das mulheres e das populações quilombolas e tradicionais.

  • Aprendizado: abertura para o aprendizado constante, seja ele com as comunidades atendidas, com as organizações parceiras, com as demais entidades da sociedade civil organizada etc.

  • Olhar holístico: Entender a complexidade do ser humano e dos problemas, em todas as suas dimensões,  e buscar atuar de maneira integrada, e não de forma pontual e compartimentada. 

  • Inovação: buscar soluções simples e criativas para problemas complexos; integrar a tecnologia em nossos projetos e atuação. 

  • Independência: honrar nossa missão,  de forma isenta. Escolhemos nossas fontes de financiamento de acordo com este princípio.

______________________

Foto: Michel Becheleni

Tocoiós  (39) (2).jpg
Maria e o pé de algodão.jpg

Objetivos de
Desenvolvimento Sustentável

A Tingui está comprometida com a Agenda 2030 da ONU para o Brasil. Atuamos com foco especial para que possamos contribuir com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis

Objetivos desenvolvimento sustentaveis ONU.jpg

______________________

Foto: Jaquielly Gomes

Tecelã e aluna das

Oficinas de Comunicação

Metodologia

A Tingui atua em seus projetos a partir de uma metodologia própria, desenvolvida por Viviane Fortes ao longo de 20 anos de atuação em projetos sócio-culturais no Vale do Jequitinhonha e em todo o Brasil.

Todos os nossos projetos buscam promover o fortalecimento,  a autonomia e o protagonismo das populações tradicionais do Vale do Jequitinhonha a partir da valorização da cultura local. Com especial atenção às mulheres, aos jovens e às comunidades quilombolas, acreditamos no grande potencial de cada indivíduo e buscamos, através de nossas ações, criar a oportunidade para que esse potencial possa florescer. 

A partir de uma escuta atenta e sensível, identificamos os desejos e as aptidões de cada comunidade e então criamos programas específicos para cada grupo.

Nossa principal ferramenta são os intercâmbios. Promovemos encontros entre comunidades e entre grupos  para o fomento de uma troca horizontal e espontânea de saberes e de experiências, momentos para brincar, cantar, fazer e conversar.

Assim, além de criar um ambiente fértil para a troca e o aprendizado, potencializamos a cultura viva local.

______________________

Foto: Érika Rianni

Maos e terra.jpg
Tingimento natural com tingui.jpg

Tingui, o que é isso?

Tingui é uma árvore típica do cerrado. No Vale do Jequitinhonha, assim como em outras regiões do Brasil, o Tingui é usado para múltiplos fins.

 

As Mulheres do Jequitinhonha, por exemplo, usam a casca da árvore para tingir naturalmente os fios do algodão. A cor, que é influenciada pelas fases da lua e pela época do ano,  varia entre tons de vinho e o rosa claro. 

A infusão da casca é utilizada como tratamento para diversos males.

Os frutos, em formato triangular, possuem muitas sementes, que são usadas para a fabricação de sabões e xampus.

A madeira é usada para a construção de casas e para alimentar os fogões à lenha.

 

Resistente à seca, é uma árvore que consegue viver bem mesmo em regiões de solos pobres.

Árvore bonita que dá flores, generosa, resistente e com grande capacidade de adaptação, é a inspiração para o nome da nossa organização.

__________________________

Foto: Jaquielly Gomes

Tecelã e aluna da Oficina de Comunicação

Apoiadores

Magalu.jpg

Parcerias

UFVJM.png
Instituto Federal.jpg
embrapa.jpeg
WhatsApp Image 2021-10-11 at 13.59.35.jpg
Jenipapo.jpg
Francisco.jpg
Chapada do Norte.jpg
WhatsApp Image 2021-11-09 at 09.06.32.jpeg

Prêmios

2020

Prêmio Empreendedor Social do Ano

Nosso Projeto Versinhos de Bem-Querer  foi selecionado entre as TOP 10 iniciativas de ajuda humanitária no âmbito do COVID-19.

2013

Prêmio Itaú- Unicef

Nosso projeto Casinhas de Cultura, Espaço de Intercâmbio e resgate Cultural foi semi-finalista na 10˚ edição do prêmio.

2008

Ponto de Cultura do Estado de MG

Nossa organização se tornou Ponto de Cultura pelo Governo de Minas Gerais, recebendo o prêmio Pontinhos de Cultura.

2007

Prêmio Itaú- Unicef

Nosso projeto Casinhas de Cultura, Espaço de Intercâmbio e resgate Cultural foi contemplado na 7˚ edição do prêmio.

Balanços Financeiros