Cantar a Terra

A Tingui atua junto aos grupos culturais do Vale do Jequitinhonha em diferentes frentes:

  • Na promoção de intercâmbios entre os grupos, propiciando a vivência cultural.

  • No fortalecimento dos grupos (produção de figurino, registros etc.)

  • Na organização de apresentações na região.

Muitos desses grupos culturais nasceram como consequência do premiado projeto Casinhas de Cultura, concebido pela Diretora de Programas da Tingui,  Viviane Fortes, e seu companheiro, o brincante Adelsin, para o Child's Fund Brasil e implementado pelas organizações locais, entre elas a Tingui.

 

As Casinhas de Cultura eram espaços de convivência para o fortalecimento da cultura local.  Além da vivência, as Casinhas tinham ainda como objetivo fomentar a pesquisa das manifestações culturais locais, incentivando os próprios moradores a resgatar cantigas, danças, brincadeiras e histórias esquecidas, entre outros.

 

Os grupos culturais nasceram dentro desse contexto, e do desejo das comunidades de viver a cultura local através da música, do canto, da dança e das brincadeiras. 

Conheça abaixo os grupos com os quais a Tingui atua:

WhatsApp Image 2021-10-13 at 18.52.23.jpeg

Caboclo Surubim

Comunidades de Poções e Alves,

no município de Chapada do Norte

 

O grupo,   composto por moradores das comunidades quilombolas Alves e Poções, foi criado em 2012, como uma das ações  da Casinha de Cultura de Chapada do Norte, implantada pela ACHANTI, e sua educadora social Celezinha.

O grupo de moradores  iniciou uma pesquisa junto a um dos  moradoradores, o já falecido José Bernardino, com quem puderam aprender e relembrar cantigas de roda, de caboclo e de Nove.

 

De lá para cá, o grupo veio ampliando o repertório, sempre a partir da pesquisa com os mais velhos, e se apresenta nas festas locais e regionais.

Abaixo, ouça a história do grupo contada por Luciana, uma das integrantes do grupo.

Caboclo Surubim

Batuqueiros do Curtume

Comunidade do Curtume, no município de Jenipapo de Minas

O Grupo dos Batuqueiros do Curtume surgiu em 2001, a partir da ação da Casinha de Cultura da Vila São José, implantada pela Tingui. 

Reunindo homens violeiros e mulheres dançadeiras, o grupo canta e dança as cantigas de Nove e de roda, aprendidas com as batuqueiras e os batuqueiros mais velhos.

Abaixo, ouça a história do grupo, contada pela batuqueira Dona Rita.

Batuqueiros do Curtume
Tocoiós  (38) (1) (1).jpg
DJI_0035 (1).jpg

Grupo de Roda Luz que Brilha
Comunidade de São João Marques,
no município de Chapada do Norte

O grupo,   composto por 30 integrantes de todas as faixa etárias da comunidade São João Marques, foi criado também como uma das ações  da Casinha de Cultura de Chapada do Norte, implantada pela ACHANTI.

A partir de uma pesquisa junto aos moradores mais velhos da comunidade, o grupo resgatou cantigas de roda e versos que já estavam sendo esquecidas,  criando assim o Luz que Brilha.

Abaixo, ouça a história do grupo contada por Geni,  uma das integrantes do grupo.

 

Luz que Brilha