Sementes Vivas

A Tingui tem um longo histórico de apoio à agricultura familiar: organização de hortas comunitárias, repasse de sementes, oficinas, construção de caixas d'água para coleta da chuva e de casas de farinha, entre outros.

projeto Sementes Vivas teve início em 2020, trazendo uma abordagem mais ampla ao entender os conhecimentos da agricultura enquanto um dos aspectos culturais da região.

Ao longo dos anos, identificamos que a gradativa desconexão das famílias com os conhecimentos tradicionais da agricultura tinha uma relação direta com o enfraquecimento da cultura local - além das consequências ambientais, sociais e econômicas que essa desconexão traz.

Iniciamos então um trabalho nas comunidades rurais visando o fortalecimento dos saberes ancestrais da agricultura ecológica, mas que vêm sendo sistematicamente esquecidos, e ampliação desses conhecimentos através  dos princípios da agroecologia. Conheça abaixo nossas ações:

Maria e o pé de algodão.jpg

Plantio do algodão agroecológico

O projeto tem como eixo central a formação prática e teórica, além do acompanhamento das famílias de comunidades rurais, para o plantio do algodão agroecológico, buscando primordialmente a reconexão desses agricultores com seus conhecimentos ancestrais da agricultura ecológica. 

 

O projeto almeja ainda que a produção alimente o mercado interno, em um primeiro momento. O objetivo inicial é garantir matéria-prima de qualidade, com a fibra nativa da região (o algodão arbóreo),  permitindo  autonomia aos grupos de artesãs locais (fiandeiras e tecelãs).   E, consequentemente, trazer geração de renda para as famílias agricultoras. 

Saiba mais sobre o projeto Plantio do algodão agroecológico

___________________

Foto: Jaquielly Gomes

Aluna das oficinas de comunicação da Tingui